segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Não há palavras!

Já se passaram três dias e ainda não me recuperei totalmente do show ocorrido no dia quinze de outubro de dois mil e dez.
Como assim passou tão rápido? Foram meses e meses de idealização.
A sensação de ter estado lá não cabe em palavras. A energia que se passou entre banda e público foi tão contagiante que, se houvesse alguém que não fosse fã por lá, se tornaria na hora.
Sim, passei três horas, ou mais, em pé. Sim, o show terminou rápido demais para o que eu esperava, e sim, eles não tocaram todas as músicas que eu planejava, mas...
EU FUI AO SHOW DOS LOS HERMANOS,
eu estava Lá!
E isto supera qualquer crítica ou o que quer que seja que tenha acontecido.
Eu senti de perto o que eu só pude sentir, em parcelas, quando ouvia um cd ou assistia a algum dvd.
Eu pude sentir as letras e os arranjos percorrerem a minha pele, enquanto de olhos fechados cantava as músicas, emendando no coro daquele público apaixonado.
Los Hermanos, Recife ama vocês...
eu amo vocês.


Vídeo: A Flor

http://www.youtube.com/watch?v=AJALuKYRyPY

Por: Ilka Souza

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

De meses a dias!

Canta que é no canto que eu vou chegar

Canta o teu encanto que é pra me encantar

Canta para mim, qualquer coisa assim sobre você

Que explique a minha paz

Tristeza nunca mais



Mais vale o meu pranto que esse canto em solidão

Nessa espera o mundo gira em linhas tortas

Abre essa janela, a primavera quer entrar

Pra fazer da nossa voz uma só nota(...)

Minha ansiedade é tão grande que ainda não consegui expressar em palavras próprias, portanto, a música acima 'Casa Pré- Fabricada', fala um pouquinho de mim.



15 de outubro de 2010, Los Hermanos retornará ao Recife.

Por: Ilka Souza

domingo, 10 de outubro de 2010

Luto

A dor repentina provoca diferentes reações.


Podemos estar em nosso lugar preferido e não conter as lágrimas, procurar pernas para manter- se em pé, desejar por tudo o que é mais sagrado ter alguém ao nosso lado e que tudo não passe apenas de um sonho.

Ao mesmo tempo, queremos sumir do mundo, estar sozinhos e ficar obtusos sobre tudo o que nos rodeia.

Um momento de diversão nos faz rir, faz esquecer tudo o que aflige a alma.

Um momento de solidão faz chorar, trás lembranças de tudo o que já passou.

Contudo, estando em momentos tão distintos sempre queremos o contrário:

Quando acompanhados, rodeados pelas pessoas que querem nos ver sorrir, desejamos estar sós.

Já quando a solidão se anuncia, aquelas pessoas seriam bem vindas, e como seriam.

Há dor bipolar...

Por que não me abandonas?!

(f)

Por: Ilka Souza
Loading...