terça-feira, 27 de julho de 2010

Falando em amizade


Às vezes bate aquele egoísmo que me faz pensar “não preciso de ninguém”, geralmente isso acontece quando alguém me decepciona profundamente, por vezes até sem perceber.


Deixei-me levar pelo tédio e comecei a ler perfis de horóscopo, no caso escorpião (meu signo), o engraçado é que me identifico em algumas coisas como: saber analisar o que as pessoas ao meu redor estão pensando. Sabe de vez em quando ser tão sensitiva é um pouco complicado, por notar as coisas com facilidade, esqueço que nem todo mundo é capaz disso e acabo por não mostrar os sentimentos de uma forma a se fazer entender.

É aí que percebemos a importância de ter por perto pessoas que já te conhecem em tal profundidade que, em primeiro momento parecem dividir certa “telepatia” com você, mas que na verdade sabem o que se passa em cada veia do seu coração, que sabem o que cada batimento cardíaco quer dizer, muitas vezes até antes de você se dar conta de seus próprios anseios.

Como é bom ter amigos de verdade e poder dividir uma lágrima, um sorriso, até mesmo uma neura que, para ‘meros mortais’, não têm nenhuma importância, mas que para você pode ser a maior catástrofe do mundo (ao menos até você cair em si). Como é bom não fazer ‘nada’ acompanhada por quem divide esse prazer com você, como é bom falar sobre bandas que ninguém mais conhece, mas que pra vocês é o melhor som do mundo.

Realmente é um tremendo egoísmo achar que não precisamos de ninguém, mesmo sob efeito de fúria, sempre precisamos de alguém para desabafar, principalmente quando esse alguém pode ser chamado de AMIGO.

Por: Ilka Souza

Um comentário:

• nathy disse...

É verdade. (Sobre o comentário na comunidade xP) Amizade, saudade. hahaha
Amei aqui também. Voltarei sempre. Apareça quando puder. :P
Beijão =*
www.refugiodiario.wordpress.com

Loading...