sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Sopa de Letras

Membros dormentes,
Mente inquieta...
Decididamente não sei lidar com a ansiedade.
Há medo. Há insegurança.
Medo de errar, de magoar
E até mesmo de acertar.
Contudo, o que ultrapassa todos os limites
É o medo de ser enganada.

Pior do que ser traída por um suposto alguém
É ser iludida por quem mais me convém:
Meu senso de escolha.

Minha cabeça se dissolveu numa verdadeira sopa de letras,
Na qual cada uma delas indica um sabor e um caminho a seguir.
Será que devo provar do doce ou do amargo?
Ou deveria levar-me pelo, talvez insípido, sabor da surpresa?

Por: Ilka Souza

Um comentário:

Dinah Bezerra disse...

E dessa sopa eu já não sei se quero continuar a beber(interrogações enormes em minha cabeça)

Loading...