segunda-feira, 18 de junho de 2012

Nos meus olhos





Veja-se, não como um mero reflexo da máscara em que você se encobre,
Mas, sinta-se despido.
Note-se inteligível, límpido.
O movimento dos teus lábios,
O tremor da tua voz,
O piscar dos teus olhos,
As particularidades dos teus gestos,
Veja-os no reflexo.

Sinta-se amado
Ou mesmo odiado
Perceba-se ferido
Possivelmente ferindo.
Podes ser querido,
E até mesmo esperado,
Provavelmente estarás afastado.
Não me importa o teu estado.

No fim, és antiquado,
Antigo, contrário.
Ainda assim amado, ou seria, estimado?
Não vês o quanto és notado?
Não ouças!
Não precisas que eu argumente.
Leia os meus olhos,
São apenas reflexos de minha mente.


Por: Ilka Souza

3 comentários:

Belma Andrade disse...

Como já tinha dito; escreves demais! Muito bom mesmo :DD

Thaís Rigueira disse...

Simplesmente perfeito...

Patrícia Oliveira ♥ disse...

Vim aqui deixar um presente pra vc,
meu selinho em comemoração aos 500 seguidores do blog.

Espero que goste e leve-o!

Beijos meus...
segue o link do meu carinho a vc:
http://momentosdapathy.blogspot.com.br/2012/07/meu-muito-obrigada.html

"Que seja doce..."

Loading...